Fundação
A Câmara de Dirigentes Lojistas de Passo Fundo, abreviadamente denominada CDL, entidade Civil, sem fins econômicos, fundada em 06 de agosto de 1964, com sede na cidade de Passo Fundo, Rio Grande do Sul, com duração por tempo indeterminado.

Compuseram a sua primeira diretoria:

– Presidente: Sr. Conrado Augusto Hexel – Joalheria Hexel
– Vice- Presidente: Jaime Kwitko – Casa São Paulo
– Diretor Secretário: Sr. Reny Grazziotin – Comercial Grazziotin Ltda
– Diretor de Relações Públicas: Sr. Ruby Falleiro – Joalheria Falleiro
– Diretor Tesoureiro: Sr.Giulio da Costa – Casa Paris
– Diretor Social: Sr. Manoel Edu Reis – Lojas Floriani

A CDL tem por finalidades:

a) Promover, amparar, orientar, coligar e defender os interesses das associadas, junto a órgãos públicos, à pessoas jurídicas de direito público, privado e de economia mista, e as pessoas físicas, inclusive na qualidade de substituta processual e na condição de representante, judicial ou extrajudicial, em conformidade com o disposto na Constituição Federal.

b) Promover a aproximação entre dirigentes e empresas lojistas, visando estreitar o companheirismo e a colaboração recíproca.

c) Criar condições propícias à troca, entre suas associadas, de informações e ideias a respeito de novas técnicas que apresentem inovações, proporcionando à ação conjunta no plano comum dos problemas que lhes são peculiares.

d) Criar e manter benefícios de utilidade para empresas associadas, entre outros, de capacitação e aprimoramento técnico – profissional, de formação de jovens lideranças, elaboração de cadastro, inclusive o Serviço de Proteção ao Crédito.

e) Promover o esclarecimento da opinião pública sobre as funções econômicas e sociais do comércio lojista em relação à comunidade.

f) Cooperar com os poderes públicos, associações, entidades de classe e outras instituições, em tudo que interesse à coletividade em geral, ao comércio lojista em particular e no que possa reforçar a imagem da CDL junto à comunidade.

g) Acompanhar e promover eventos ou outras atividades que possam contribuir para o desenvolvimento das empresas, do comércio lojista e combater as que ferem os interesses da classe.

h) Firmar convênios com empresas ou Poder Público, com o fim de oferecer às associadas, benefícios que sejam do interesse do Comércio em geral e da comunidade.

i) Desenvolver e executar projetos de âmbito social e cultural, visando o bem estar comunitário, através de leis de incentivo cultural e ou outras legislações pertinentes.

j) Divulgar ideias, apresentando inovações nos processos de comercialização através de cursos, palestras, promoção de feiras, exposições, seminários, encontros e outros eventos.

k) Defender o princípio da liberdade, no campo político, sob a forma de democracia e, no campo econômico, do primado da livre iniciativa e da livre concorrência.

l) Acompanhar as iniciativas de projetos de lei e sustentar os legítimos interesses da classe empresarial, propondo e reivindicando junto aos poderes constituídos.